Autor: studart

Vem aí meu novo livro: Borboletas e Lobisomens

Entre fins e abril e início de maio, estarei lançando o livro Borboletas e Lobisons – Vidas, sonhos e mortes dos guerrilheiros do Araguaia. Vai sair pela editora Francisco Alves, do Rio de Janeiro, a mais antiga do Brasil. Estou fazendo a revisão final dos últimos capítulos. Aguardem novidades. E assistam, como prévia, o vídeo com a Canção do Guerrilheiro, cuja letra trago em primeira mão na...

Read More

História da Ditadura e da Luta Armada no Brasil

Plano de Curso da disciplina Direitos Humanos e Cidadania, Turma B – História da Ditadura e da Luta Armada no Brasil, oferecido pela Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, CEAM, Núcleo de Estudos da Paz e dos Direitos Humanos, NEP  Prof.-Dr. Hugo Studart    Carga Horária: 60h Dia e horário das aulas: terça-feira, das 19h às 22h40 Local: Pavilhão João Calmon – BT 61   2 – Ementa O curso destina-se preferencialmente aos estudantes de graduação que necessitem de leituras dirigidas, interpretações e de fundamentação histórica e teórica para a compreensão da Ditadura Militar e da Luta Armada...

Read More

O despertar da consciência — com Gurdyeff e Ouspensky

O misterioso mago Gurdyeff atravessou a vida na busca pelo “Milagroso”. Já seu parceiro, Ouspensky, buscava o “Conhecimento Real” na conciliação entre espírito e matéria. Contudo, o que mais me chamou a atenção nos ensinamentos de Gurdyeff foi o fato de confessar que depois de andar por muitos povos e lugares, em parte alguma encontrou nada tão sublime e eficiente para o encontro do Paraíso quanto a imensa fé demonstrada pelos monges católicos em seus momentos de orações profundas   Por Hugo Studart Meus melhores valores éticos, a noção que tenho do certo e do errado, aprendi com meu pai, Jonas. Ele sempre esteve a meu lado, em todos os acontecimentos importantes. Principalmente quando eu estava errado. Por vezes com conselhos. Mas sempre com apoio. A disposição para curar as feridas e a força para escapar das armadilhas do mundo, vieram da minha mãe, Margarida. Quando em criança chegara em casa chorando, derrotado por algum menino mais forte, ela dizia: “Volta lá e bate nele. Não importa se vai apanhar, mas volta lá e bate nele”. Por vezes ela consegue ser sábia. Geralmente é apenas mãe. Já me deu alguns bons conselhos sobre manter a cabeça sempre erguida, mesmo quando derrotado. “Em sua vida terão muitos galhos secos. Avance sempre. Se tropeçar em algum e cair, construa deles uma escada e suba de novo”. Assim que caí do ninho...

Read More

Debate: Os soldados do Araguaia

Tive a honra de participar da exibição do Documentário “Soldados do Araguaia”, do cineasta Belisário França, evento promovido pela Comissão Estadual da Verdade da Escravidão Negra no Brasil, da Ordem dos Advogados do Brasil, Rio de Janeiro. Ao final, fui um dos debatedores, atendendo ao convite da Comissão, presidida pelo Dr. Humberto...

Read More

Eu queria ser o Batman

Um ensaio (iluminista) sobre a construção dos heróis: desde os nossos ídolos das histórias em quadrinhos, Hulk ou Volverine, aos épicos da mitologia, aqueles homens como Ulisses ou Teseu que possuiam a fórmula mágica para mudar o Destino de todo um povo Por Hugo Studart Toda criança tem um herói de inspiração. Capitão América, o Incrível Hulk, Volverine, o Surfista Prateado, Asterix, Tintim, Hércules ou Thor, o Príncipe do Trovão. A onda dos super-heróis em quadrinhos ou em desenhos animados foi extraordinária naqueles tempos maniqueístas que o historiador egípcio Eric Hobsbaun definiu, com definitiva pertinência, como a “Era dos Extremos”; e o...

Read More

Categorias

Arquivos