… “Em outras palavras, é bem verdade que o passado nos assombra; é função do passado assombrar a nós que somos presentes e queremos viver no mundo como ele realmente é, isto é, como se tornou o que é agora” (Hannah Arendt, em “Responsabilidade e Julgamento”)

Walmor Chagas estava solitário e quase cego. Antes do suicídio, disse a um amigo que não gostava da vida pela metade