Em nossa longa caminhada pela Vida, seria tão bom que só houvesse vales verdejantes. Mas estamos sempre a nos defrontar com encruzilhadas, montanhas, escarpas, precipícios, muralhas, cavernas… De longe, costumam produzir belas paisagens. Algumas, dá para escalar ou contornar. Outras, provocam medo. Até mesmo desespero. Podemos sentar e chorar. Ou buscar frestas de luz. Seguindo a luz, podemos até mesmo chegar a uma encruzilhada mágica, aquele ponto maravilhoso onde as sombras se tornam luzes. Ou as luzes desaquam às trevas…